Todo um caminho

…então você começa a reparar melhor no que ela diz, nas discussões em que ela se envolve, no que a movimenta. E descobre que a dona daquele violãozinho tão brasileiro, que dita as formas do vestido florido, pensa. E pensa bem e livre. Pensa em coisas que você nem imaginava que ela parasse para pensar aos 20 e qualquer coisa; e você se lembra da primeira vez que esta intuição atravessou sua mente: que mulher fantástica está surgindo dalí, que loucura será ela aos 35, aos 40, e que viagem até lá…

Leave a Reply

*