Mini-revelação

…outro dia eu me descobri, num instantezinho assim de nada, na mesma sensação boa de estar no mundo, da existência boa por sí só, que eu tinha aos quinze anos. Foi coisa rápida, de uns cinco ou dez segundos, mas suficientes para respirar algo de vida que, definitivamente, faz falta. Pensei nas pessoas que eu conheci que mantinham este, digamos, entusiasmo adolescente diante do mundo, diante das possibilidades, pessoas e situações a experimentar. Eu falaria destes que têm um tipo de fome disso tudo, mas estaria dizendo pequeno como antes desta mini-revelação. Depois dela, seria melhor dizer destas pessoas que enchem o pulmão de mundo, de tudo isso, e esta respiração despercebida (porque é ato involuntário) atrai ao seu redor outra energia; esta coragem diferente.

One Response to “Mini-revelação”

  1. Rita says:

    Ricky, eu se exatamente do que você está falando.

    Um abraço primo.

Leave a Reply

*