Não parece real, mas infelizmente é: Blumenau e a enchente.

Quando ví nos jornais, sites e na televisão, demorei  a acreditar: Blumenau, a cidadezinha quase alemã do vale do Itajaí, em Santa Catarina, enfrentava uma enchente absurda, e estava soterrada pela lama. Muita gente perdeu tudo o que tinha, muitos morreram, muitos estão em desespero tentando encontrar comida, abrigo, segurança. Conheço a cidade e gosto dela demais da conta, e me comove ver o ocorrido – parece um pesadelo, toda vez que vejo as fotos e leio os relatos.

Estive lá há alguns anos, e só tenho boas lembranças – a bagunça da Oktoberfest, minha sobrinha-filha brincando lá (ela gosta da cidade também!), a simpatia das pessoas, o “jeitão” da cidade, a sensação de estar em um país diferente… não só em Blumenau, mas as cidades menores da região também. Lembro de, uma noite,  ter ficado perdido nas ruas de lá, e de ter entrado com meu Santana dentro de um terminal de ônibus por engano… rimos muito do espanto dos outros (e de minha distração)… e procuramos também a casa onde minha mãe morou quando criança, em um bairro ou rua chamado Itoupava Seca, há mais de  50 anos. Muitas das casas desta época estavam de pé (e são lindas), mas agora já nem sei se ainda resistem.

Tomara que o estrago material tenha conserto, que a ajuda sinalizada pelo governo federal de fato ocorra e seja eficaz. Estamos atentos aos canais que possam ajudar (fizemos uma vaquinha e depositamos na conta da Defesa Civil de lá – pouco, mas acreditamos que ajude), e aos canais que possam levar roupas e outros materiais até eles. Pena não existir ainda um modo de fazer o mesmo e enviar esperança, carinho, futuro, consolo para toda esta gente.

Leave a Reply

*